Como se cadastrar no Bolsa Família?

By | agosto 23, 2019

Se você está em situação de pobreza ou extrema pobreza, você pode ter direito ao auxílio, pago mensalmente pelo Governo federal. Neste artigo vamos mostrar como funciona o cadastro Bolsa Família 2019 e aumentar a sua renda familiar. O Programa já atende cerca de 14 milhões de famílias no Brasil.

O benefício pode ser Básico ou Variável. O auxílio Básico é destinado as famílias em situação de extrema pobreza, que são aquelas que possuem renda mensal por pessoa de até R$ 89,00. Por exemplo, uma família de 3 pessoas, que tem uma renda mensal total de 264 Reais, está dentro desta faixa, pois 264/3 = 88. Neste caso, o valor é de 89 Reais.

Já o benefício Variável, é destinado tanto as famílias em situação de extrema pobreza quanto às que se encaixam apenas na faixa de pobreza, acima dos 89 Reais por pessoa. Porém, o auxílio Variável visa atender aos menores de idade, sendo necessário que na composição da família existam gestantes, lactantes e crianças de 0 a 15 anos. O valor é de 41 Reais e a família pode acumular até 5 cotas, num total de R$ 205,00.

Cadastro Bolsa Família 2020?

Cadastro Bolsa Família 2019

Cadastro Bolsa Família 2019

Entenda melhor como funciona o Programa do Governo Federal e aprenda como fazer o cadastro Bolsa Família 2019 agora mesmo.

Os objetivos do Bolsa Família são combater a pobreza e a fome, promovendo a segurança nutricional e alimentar, além de outras privações das famílias mais humildes do País. Além disso, o Programa também visa promover o acesso a serviços públicos como saúde, assistência social, educação, enfim, serviços públicos em geral.

Como se cadastrar no Bolsa Família 2019:

  • Passo 1 – Para receber o benefício, você deve, primeiro, se inscrever no Cadastro Único, como Responsável pela família a ser assistida. Para isso, vá até o setor responsável da sua cidade. Caso não saiba onde fica o local, procure orientação no Cras. O Cras é o Centro de Referência e Assistência Social que existe em vários bairros e com certeza, tem um próximo da sua casa. Muitas vezes, o próprio Cras pode fazer o seu cadastramento.
  • Passo 2 – Após fazer o cadastramento, ainda é necessário passar por uma seleção, segundo os critérios estipulados pelo Ministério do Desenvolvimento Social.
  • Passo 3 – Se o seu cadastro Bolsa Família 2019 for selecionado, sua família passa a receber o benefício, mensalmente conforme regras do próprio programa.

A documentação necessária para o cadastramento depende de cada caso. Caso a pessoa não tenha os documentos, no ato do cadastro o entrevistador deve encaminhá-la para providenciar os documentos de forma gratuita.

Caso você já esteja inscrito no programa e ainda não sabe a data correta de receber o pagamento, confira o nosso artigo na qual disponibilizamos o calendário Bolsa Família 2020.

O Bolsa Família ajuda garantir os direitos básicos da família

Como se cadastrar no Bolsa Família 2019

O direito à alimentação e acesso à educação e saúde é garantido pela Constituição. O Bolsa Família é uma forma de garantir esses direitos.

A Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 é a Lei Maior que rege o País. Ela garante que todos tem direitos sociais que, quando não for possível obter por meios próprios, o Estado é responsável por fornecer, para que tenhamos o mínimo de recursos necessários para sobreviver com dignidade.

Esses direitos sociais são expressos pela Lei: “São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o transporte, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição.”

Sendo assim, o Programa Bolsa Família surgiu para amenizar o problema das famílias que não tem acesso a esses direitos, complementando a renda, de acordo com o número de pessoas dependentes do benefício.

Deveres para continuar no Cadastro Bolsa Família 2019

Veja quais são os deveres das famílias participantes do Programa Bolsa Família e entenda os requisitos para continuar recebendo este auxílio.

Para receber o auxílio, é necessário cumprir uma série de requisitos. Mesmo que já esteja recebendo, caso descumpra os requisitos, pode parar de receber. Por isso, fique atento a lista a seguir:

  • Inclusão da família, pela prefeitura, no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal;
  • Seleção pelo Ministério do Desenvolvimento Social;
  • No caso de existência de gestantes, o comparecimento às consultas de pré-natal, conforme calendário preconizado pelo Ministério da Saúde (MS);
  • Participação em atividades educativas ofertadas pelo MS sobre aleitamento materno e alimentação saudável, no caso de inclusão de nutrizes (mães que amamentam);
  • Manter em dia o cartão de vacinação das crianças de 0 a 7 anos;
  • Acompanhamento da saúde de mulheres na faixa de 14 a 44 anos;
  • Garantir frequência mínima de 85% na escola, para crianças e adolescentes de 6 a 15 anos, e de 75%, para adolescentes de 16 e 17 anos.

Agora que você já sabe como se cadastrar no programa, confira este artigo que explica como consultar o Bolsa Família.