Scroll Top

Sobre o Bolsa Família

Desligamento voluntário do Bolsa Família – como funciona

Caso a pessoa tenha superado a situação de pobreza ou extrema pobreza em que se encontrava quando requereu o Bolsa Família, ou não cumpre mais os requisitos para estar no Programa, pode pedir seu desligamento voluntário do Bolsa Família.

Todo mês novas famílias são selecionadas para receber o Bolsa Família 2020 e também muitas tem seu benefício suspenso ou cancelado em definitivo, porque não cumprem os requisitos para permanecer recebendo o auxílio. Mas o sistema automático que controla esta lista não é 100 % seguro.

Por isso, você pode pedir seu desligamento voluntário do Bolsa Família caso não esteja cumprindo os requisitos, bem como pode pedir revisão caso tenha sido desligado do programa.

Desligamento voluntário do Bolsa Família

Desligamento voluntário do Bolsa Família

Para isso, veja aqui como resolver Bolsa Família Bloqueado. Clique aqui.

Para não ter seu benefício suspenso ou cancelado de forma definitiva, leia:

Como fazer recadastramento do Bolsa Família.

Requisitos do Bolsa família.

As famílias que pedem o desligamento voluntário do Bolsa Família podem voltar a receber o benefício se voltarem a estar em situação de pobreza ou pobreza extrema. O cadastro feito para receber o benefício continua no sistema, não é excluído. É importante mantê-lo atualizado.

O prazo para pedir o retorno no Programa é de 36 meses, contados da data do desligamento voluntário. Parcelas passadas não são pagas, mas a família volta a receber normalmente todos os meses os valores dos benefícios correspondentes a sua situação atual.

Após 36 meses, a família só poderá voltar a receber o Bolsa Família caso faça novo cadastro e aguarde nova seleção do Governo Federal. Esta seleção ocorre todos os meses.

Desligamento Voluntário do Bolsa Família é diferente de suspensão e cancelamento.

Desligamento Voluntário do Bolsa Família é diferente de suspensão e cancelamento

Desligamento Voluntário do Bolsa Família é diferente de suspensão e cancelamento

Algumas famílias podem ter o benefício suspenso ou até mesmo cancelado, caso deixem de cumprir os requisitos. Isso não tem nada a ver com o desligamento voluntário e quando acontece a pessoa nem sabe porque. Portanto, mantenha seus dados atualizados e fique atento a todos os requisitos necessários para permanecer no Programa.

Caso você não conheça todos os requisitos, confira agora:

  • Inclusão da família, pela prefeitura, no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal;
  • Seleção pelo Ministério do Desenvolvimento Social;
  • No caso de existência de gestantes, o comparecimento às consultas de pré-natal, conforme calendário preconizado pelo Ministério da Saúde (MS);
  • Participação em atividades educativas ofertadas pelo MS sobre aleitamento materno e alimentação saudável, no caso de inclusão de nutrizes (mães que amamentam);
  • Manter em dia o cartão de vacinação das crianças de 0 a 7 anos;
  • Acompanhamento da saúde de mulheres na faixa de 14 a 44 anos;
  • Garantir frequência mínima de 85% na escola, para crianças e adolescentes de 6 a 15 anos, e de 75%, para adolescentes de 16 e 17 anos.

Para que o programa continue ajudando as famílias mais necessitadas é muito importante que as pessoas tenham consciência e somente recebam os valores caso haja real necessidade e estejam enquadradas nos requisitos. Se você conhece algum caso de irregularidade no Bolsa Família, você pode fazer uma denúncia. Saiba mais aqui.

 

Que tal compartilhar este artigo no Facebook? Ou deixe seu comentário!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.